A Flor do Morango
31.3.04
 
final de período...
... significa final de testes, de boas notícias (espero eu...), de aulas e... FÉRIAS!! =) na santa terrinha... =) ah pois é, lá vou eu... já tenho muuuuuuuuuuuuuuuuuuitas saudades!! =)
25.3.04
 
as blimonettes e o agent... lol




olha que lindas (e lindo!!) estamos nós!! uma foto de uma das nossas visitas aos templários, em entrecampos, para ver os blim! =)

 
lufada de ar fresco
e se ontem não me apetecia levantar da cama... hoje acordo, olho pela janela e sinto-me muito mais feliz! está um dia lindo e já não tenho mais testes! a vida finalmente entrou pelo bom caminho! =)
24.3.04
 
(...)
realmente não ando com inspiração nenhuma para escrever aqui...
 
vamos lá desabafar...
há dias em que mais valia ficar o tempo todo na cama... não ter que estudar teorias de piaget, de freud, de erikson... é mau ter um teste que quase de certeza vai correr mal e estar com a cabeça noutro sítio, preocupada com outras coisas. e depois abrir a janela e ver a m**** de dia que está hoje... realmente... era tão bom poder estalar os dedos e "puff"! desaparecia deste mundo, ía para um sítio onde ninguém me pudesse chatear...!! era só eu e os meus pensamentos. não, era melhor ser mesmo só eu. os pensamentos também dão cabo de uma pessoa...

mas como não posso fazer "puff" (infelizmente), lá vou eu fazendo coisas para me distrair... é naquela...
 
novo visual!
é verdade... estava farta de estar sempre igual! por isso lá foi a susana ao cabeleireiro fazer um novo penteado... qual é a inovação...? pois é amiguitos, aqui a moranguita decidiu fazer franja...!! =)
18.3.04
 
pensos&ideias (5)
Houve uma altura em que eu ambicionava comprar uma casa sozinha. Ter um espaço só para mim. Sem ter de dar satisfações a ninguém e a fazer o que eu quisesse. Até parece agradável visto deste prima. Mas olhando noutra perspectiva...

Por vezes gosto de estar sozinha, é verdade. Já o mencionei várias vezes. Cada um de nós devia ter momentos só nossos. São ideais para pormos as ideias clarificadas, em ordem. Para pensarmos e reflectirmos sobre coisas que nos incomodam. Por vezes até chegamos a encontrar uma solução para os nossos problemas. Tratamos de coisas que às vez não temos tempo para elas. E quando andamos num stress, é óptimo termos um momento só para nós para descontraírmos, para relaxarmos. Para “viajarmos”. É fantástico. Mas quando isso não acontece e o que mais queremos é ter uma companhia... Mesmo que seja só a sua presença, já faz uma grande diferença...

Hoje o meu dia foi alucinante. Acordei às cinco e quarenta e cinco da manhã e desde então não parei. Apanhar comboios, perder comboios, ir para as aulas, despachar qualquer coisa para comer... e nesta correria louca só vi os meus pais praticamente de manhã e o meu irmão assim muito de relance. Por muito que embirre com eles, fazem-me falta. Gosto de chegar a casa e ouvir um “então como correu o teu dia?”, sentar-me na mesa da cozinha a lanchar e a conversar com a minha mãe. Sentir a presença do meu pai e do meu irmão cá por casa. só para terem uma ideia, ainda nem sequer jantei. para além da preguiça se ter apoderado de mim, não estou com disposição nenhuma para sentar-me à mesa a comer algo feito à pressa, sozinha. Se por vezes eu fico com a casa só para mim (normalmente isso é motivo de festa) e fico contente porque assim posso tratar de uma data de coisas minhas... nestas alturas sinto falta de mais vida à minha volta, mais movimento, mais pessoas. Sinto-me só.

Será que hoje quero ter uma casa só para mim? Não sei. Não estou disposta a chegar do trabalho e não encontrar mais nada do que um sofá vazio, um frigorífico recheado para me empaturrar, um "nada" espalhado pela casa inteira. Regressar a casa no final do dia e sentir-me sozinha, incompleta. Sem ninguém para conversar e contar como o dia correu. Como estou, como não estou. Não quero adormecer numa cama vasta, fria, vazia. Completamente “empty”. Não quero uma vida assim. Não. Não quero isso.

Acho que nada há nada melhor que acabar o dia a partilhar uma sobremesa deliciosa com a pessoa que amamos, numa onda de risos e palavras sinceras e cheias de amor. Conversar sobre as nossas coisas, sobre o nosso dia. Ao anoitecer, podermos aninhar-nos no sofá e contar tudo o que há de mais íntimo a alguém em quem confiamos. Acabar por adormecer nos braços desse alguém tão especial, sentir o calor dessa pessoa, sentir-me protegida. No fundo, partilhar uma vida com alguém.

Podem chamar-me sonhadora ou até mesmo patética. Não me importo. Quero mesmo ser assim.
 
eu e tu, nós
enquanto chove lá fora incessantemente, escondo-me debaixo dos lençóis. sinto o calor da tua pele junto à minha. lentamente envolvo-me no teu abraço. sinto-me protegida. a tua mão fria na minha barriga quente provoca-me um arrepio que percorre todo o meu corpo. apertas-me com mais força e mais carinho. num movimento, viro o olhar e observo o teu rosto sereno, hipnotizante. quero dizer que te amo mas não consigo. as palavras não me saem. o momento é demasiado singelo para interrompê-lo com qualquer som que seja. mas não é preciso. num olhar, dizemos tudo o que sentimos. segue-se uma pequena gargalhada que termina num sorriso tranquilo. acabamos por adormecer juntos, perdidos num abraço. e sonhamos. pela noite dentro. somos um e nada mais importa.
 
é bom saber que actualmente as pessoas ainda têm os seus valores. mesmo parecendo que não...
17.3.04
 
"Morangos"??
sim, "Morangos"!! é uma palavrinha que está no final de cada post. se clicarem lá PODEM COMENTAR!! certo...?? =)
 
ai ai...
é tão bom acordar e ver o sol a aparecer pela janela! não há nada como um dia quentinho e radiante! =)
15.3.04
 
nham nham!!
fogo, este snickers é meeeeeeeeeeeeesmo bom!! =)
 
sabem o que é que me irrita solenemente...?
ir a passar na rua e um daqueles obreiros (não querendo generalizar...) que já está a trabalhar desde madrugada, mas sempre acompanhado pela bela da(s) bejeca(s) e da boa disposição para os piropos, ou o típico português (voltando a não querer generalizar...) com o belo do palitinho na boca e o colar de ouro ao pescoço, a condizer com as pulseirinhas e os pelos do peito a sairem das camisas floridas ou muuuuuito foleiras dos anos 80, a mandarem daqueles piropos broncos e extremamente ordinários, finalizando com um som emitido pelos lábios, como que a chamar por um cão...!

solenemente...! grrrrrrrrrrrrrrrrrr...
 
ai que soninho...
depois do jantar, deitei-me na cama dos meus pais a ver televisão e dois minutos a seguir já dormia pesadamente! já não estou habituada a acordar às 7 da manhã... então cada vez que faço essa proeza, ando o dia todo a bocejar e a cair pelos cantos, à espera do primeiro momento em que poderei "arroxar"... soube tão bem! infelizmente, um senhor (ou senhora, não sei) teve a brilhante ideia de se pôr as dez e tal da noite a acelerar (ou lá o que estava a fazer...) com o carro mesmo juntinho à janela do quarto dos meus pais... escusado será dizer que não parou até serem onze horas! eu, como faço sempre cada vez que me irritam, comecei a resmungar...! engraçado que não foi com o homem, nem sequer tive a paciência de subir as escadas para isso! então foi a coitadita da minha mãe que levou com a cena toda! por acaso desta vez não fui lá muito agressiva, ela até compreendeu a minha dor... agora estou aqui sentada a escrever, o sono a passar e à espera para comer um snickers (my favorite one!!), a ver se fico mais bem dispostinha!!
 
sabem o que eu vos digo...?
viva as mini-saias!! sou a mais recente fã dessa coisa tão fashion! combinadas com cores muito vivas são um "showzaço"! =)
 
o comboio suburbano com destino a lisboa-rossio vai entrar na linha... baaaaaaaaaaah!!
são onze e um quarto e já fui a lisboa e voltei! hoje é que foi acordar cedinho... ai é tão emocionante ir no comboio das 7 e 48 aqui nas mercês... temos direitos a empurrões e pessoas mal humoradas e tudo... sinceramente, por muito que custe, acho que o pessoal devia fazer um esforço para ser mais simpático com os que estão à sua volta. não tenho culpa nenhuma se aquela senhora começou mal o dia porque derramou o café no vestido ou se aquele senhor está com prisão de ventre e anda numa aflição. um SORRISO basta para o dia ser melhor. para mim e para os outros. façam com que o comboio deixe de ser uma caixa de zombies enlatados! porque, pessoalmente, dá-me vómitos ver aquelas carinhas de tótós que andam sempre de trombas... animem-se!! a vida é tão bela!! =)
14.3.04
 
depois de um café animado...
... lá fui eu para as compras. comprei uma camisola super TCHAN!! (eu sou assim... :p) ando com a pancada do rosa por isso agora ando muito pink!! =) vai-se lá saber porquê... =)
 
reencontro!
hoje fui beber café com uma amiga que já não via há cerca de oito anos. depois de tanto tempo, encontrei-a e descobri que está a viver aqui na zona. ficámos logo de combinar uma saída para pôr a conversa em dia. e assim foi. hoje lá estivemos a REconhecer-nos. foi muito giro. já tinha saudades... =)
13.3.04
 
*****
não penses que me esqueci. gosto mesmo muito de ti. estás sempre no meu pensamento. =)
 
resumo de sábado à noite... =)
estava aqui a pensar e acho que era giro partilhar a noite de sábado passado com vocês. mas tudo começou...

... uns dias antes. como nessa semana eu fiz anos, decidi juntar os meus "pals" mais chegados para festejar a ocasião (finalmente sou maior, é um bom motivo de festejo...). então toca de convidar o pessoal todo para comemorar com uma noite alucinante. a noite de sábado. pronto, muitas prendinhas, muitos beijinhos, muitos sms, muitos telefonemas de "parabéns", coisa e tal... posso dizer que fui bastante apaparicada pelo pessoal (foi tão giro!!). ficou então combinado como ponto de encontro o bar tão familiar "estrada velha", em sintra, às 22h30m de sábado.

se a noiva tem que se atrasar no seu casamento, a aniversariante também não pode chegar a horas à sua festa, né? lá fui eu de boleia com uns amigos, já todos felizes da vida e sempre bem dispostos. quando cheguei encontrei logo muito pessoal o que foi muito porreiro. tudo a dar beijinhos e a desejar os parabéns (não sei porquê, se já o tinham feito montes de vezes durante a semana mas ok...pronto,são uns queridos!). os momentos no "estrada" foram porreiros, embora um pouco "apertaditos". a casa estava cheia e o meu grupo não era assim muito pequeno... (para quem conhece aquilo, nós ocupámos metade do andar de cima...). e o melhor de tudo é que nós adoramos dançar e não nos importamos se temos um espaço de dois palmos e meio para fazê-lo ou se é a festa da cerveja, o que significa mexermo-nos ao som dos anos 80. para nós é igual, estamos sempre com a pica! então foi interessante criar a pista mais pequena do mundo, entre bancos e mesas (por vezes, lá se entornava uma bebida... nomeadamente um B52 em cima das calças brancas da minha amiga marta...), dançando (ainda) calmamente e, por vezes, pousando loucamente para a fotografia. a noite estava animada mas não podia estagnar. não podiamos ficar por ali. porque aliás, a grande promessa era seguirmos para lisboa. para dançar. a sério. e eu não podia desiludir os meus convidados. melhor, eu não podia abdicar de uma noite "dancing all night long", estando eu com a pica toda!

depois de grandes confusões para organizar as boleias para todos (mais um argumento para usar quando discutir de novo o tema da carta de condução com os meus pais...=p), levar algum pessoal para casa e seguir com os restantes para lisboa, lá fomos ter ao "lei seca". primeiramente, tinha surgido a ideia de ir até às docas mas como a minha sista lénia não podia ir porque estava a trabalhar... costuma-se dizer que se o maomé não vai à montanha, levamos a montanha até ao maomé. então assim fizemos. aquela "montanha" de gente seguiu até ao "lei seca", onde a minha sista trabalha, dispostos a curtir a noite. para dar com aquilo foi um caso sério, demos voltas e mais voltas mas lá conseguimos encontrar. e valeu a pena. o bar era muito fixe, o ambiente porreiro e o som brutal. como era a aniversariante, tive direito a bebidas grátis (mais um ponto para o "lei seca"...=p). a vontade cada vez maior de dançar conduziu-me até à "suposta" pista, juntamente com os meus amigos, rendendo-me completamente aos ritmos que penetravam no ouvido. na mente. que conduziam o meu corpo num jogo de movimentos. nem mesmo os saltos altos fizeram-me resistir à onda de ritmo alucinante que pairava no ar. não me lembro de muitas outras noites onde me tenha libertado como aconteceu nesta noite de sábado. deixei-me ir na batida e os movimentos saiam sem eu dar conta. era como se a música me hipnotizasse. como se me libertasse de tudo. lembro-me de balbuciar, entre sorrisos e gargalhadas, que estava a adorar. a delirar completamente com os sons que o dj estava a passar. my favorite one's. sei que estávamos praticamente todos na mesma onda e a curtir o som ao máximo. uma das minhas amigas estava sentada no banco,com uma dor horrível nos pés (é o que dá andar de saltos...) e, francamente, um pouco aborrecida com a música que passava (ela é mais hip-hop). então a doida da susana mais as amigas delas faziam-lhe um "rodeio" (como nós gostamos de chamar) e dançavam para a rapariga, numa tentativa de animá-la. sei que a noite ainda se prolongou, no meio de muita música, muita alegria, muita conversa e muita gargalhada. acabámos por ir dormir (eu já com umas dores nos pés horríveis... também não sou de ferro!), cansaditos da borga, por volta das cinco e tal.

conclusão: adorei essa noite de sábado, gostei de estar com cada um dos meus amigos (beijinhos para todos!=p) e SABEM O QUE É MUITO GIRO?? no total, devo ter para aí umas 130 fotos para relembrar esse dia... =)
 
acho que esta é a deixa para...
... ir beber um chocolate quente. =)
 
remind me something...
lembro-me de uma coisa que a minha profe de português uma vez disse e que me marcou. "reparem nas pequenas coisas", disse ela. "encontrarão algo de muito bonito", tornou.

aqui fica o conselho. vale a pena. eu sei.
 
pensos&ideias (4)
às vezes gosto de estar sozinha. podem chamar-me louca mas é verdade. não há nada como apreciar um momento só nosso. faço aquilo que eu quiser. e ninguém me contesta. se quiser ficar sentada no sofá a olhar para o nada, faço-o. se preferir saltar e dançar freneticamente ao som de uma batida fenomenal, lá estarei eu e a minha liberdade para o fazer. sem ninguém fazer um "piu".

às vezes dá-me para viajar. não é vestir o casaco, pegar nas chaves de casa e sair feita louca, a dar voltas ao bairro. não é isso. deito-me no sofá, ponho uma música calma, apago as luzes e viajo. pelo mundo da imaginação. vou a sítios onde gostaria de estar ou conhecer um dia. vou ter com pessoas que eu gosto. com quem me sinto bem. revivo bons momentos. relembro também alguns maus, inevitavelmente. mas até é bom, porque logo tenho a noção que é passado. e o que já passou, já passou. não há nada a fazer senão continuar. mas imagino muitas coisas nesses momentos só meus.

ultimamente penso muito de como será a minha vida daqui a alguns anos. o que vou fazer, qual vai ser o meu emprego, onde vou viver, se estarei com alguém ao meu lado. e é engraçado pensar que há dois anos atrás tinha objectivos completamente diferentes. que fugiam um pouco à realidade, é preciso dizer. e também à minha vontade, no fundo. mas hoje sei aquilo que quero. ou se calhar penso que sei. uma coisa tenho a certeza. por mais que a vida dê as suas voltas, dos momentos para mim nunca abdicarei. nunca. são meus.
12.3.04
 
pensos&ideias (3)
cada vez mais acredito que a confiança é algo indispensável numa relação. qualquer que seja. não há nada como termos alguém em quem confiamos, em quem podemos acreditar e deixarmo-nos levar pela sua onda. aliás, a confiança evita uma data de problemas: a preocupação com coisas que não interessam (mesmo) para nada, as chatices dispensáveis, as dúvidas que acumulam-se e acabam por sobrecarregar a nossa mente. não há nada como confiar naqueles que gostamos. se por alguma razão nos desiludem, das duas uma: ou foi mesmo um descuido por parte de determinada pessoa e, por isso, nós conhecemos a tão famosa expressão "uma segunda chance" ( se for mesmo isto que aconteceu, com certeza não repetir-se-ão muitas mais vezes... julgo eu); ou então realmente não vale a pena o esforço de manter uma relação com essa pessoa, porque simplesmente ela não está para aí virada...

é assim que eu penso. (corrijam-me se eu estiver mal...)
 
pensos&ideias (2)
apetecia-me um fim-de-semana naquela casa que se esconde naquele monte, sabes? poder acordar de manhã, ir até à janela e receber um ar fresco e matinal. refugiar-me,logo a seguir, junto à lareira e nos teus braços. passar o dia todo deitada no sofá sem ter nada que fazer. poder ficar o tempo todo a contemplar o teu sorriso que me deixa estranhamente serena. que me deixa feliz. que me hipnotiza.

acordarmos ao final da tarde, com os pés entrelaçados um no outro. olhar-te e sorrir por saber que estás ali ao lado. realmente. voltar a adormecer com a certeza que não vais desaparecer. vais ficar ali para sempre. comigo.
 
mente sã, corpo são
desde janeiro que deixei de ir aos treinos de karate. decidi fazer uma pausa. estava metida em muitas e muitas coisas. e, embora o exercício físico seja crucial para mim, tive que abdicar por uns tempos do desporto. mas isso não é sinónimo de me entregar ao desporto do sofá (embora também pratique de vez em quando...). sim, tenho feito os meus exercícios. à noitinha, antes de ir dormir, lá está a susana a dar no duro. abdominais, flexões, dorsais e depois, claro, o belo do exercício de DESCONTRACÇÃO. aconselho a quem anda sempre num stress desenfreado, o último exercício. a chave está no abstrair-me de tudo o que me rodeia. o meu grande truque é pensar no meu refúgio, num sítio onde me sinta bem. resulta sempre. no final, estou muito mais descontraída e o melhor de tudo, adormeço num instante. experimentem, vão ver que vão adoooooorar... =)
 
casmurrice não dá com nada
hoje pus-me a pensar nestes últimos dias que passaram. acho que não tenho sido muito tolerante em muitas situações. e o que me deixa ainda mais frustrada é o facto de eu aperceber-me disso e, mesmo assim, continuar a agir da mesma maneira. como alguém dizia "... o corpo é fraco e a alma também...". mas falando a sério, não sei como é que às vezes consigo ser tão casmurra. quando sei que estou a agir mal e não faço um esforço (por mais mínimo que seja) para me corrigir. uma gaja fica com isto na cabeça, a matutar... em vez de passar à acção e deixar de pensar em coisas tolas. vai-se lá perceber os seres humanos...
 
(...)
já imaginaram como seria o mundo sem cor? a preto e branco? ou então sem qualquer som que vagueasse pelo mundo fora. uma sociedade muda. um universo mudo. talvez até uma realidade à velocidade de um caracol, onde viviamos em constante slow motion. conclusão: a nossa vida seria um filme do charlie chaplin.... =)
 
escrever
hoje fiz a segunda parte do meu teste de português. o texto expositivo-argumentativo. não foi nada que me assustasse muito, visto que o objectivo é escrever. quando vi o tópico a desenvolver até fiquei optimista. nunca pensei que fosse tão fácil. espero que a nota corresponda com o meu desempenho. vamos lá ver...
 
como acabar bem o dia
sabe bem, ao final do dia, um café com amigos. um momento para relaxar, para esquecer tudo o que nos enche a cabeça de problemas minuciosos e dispensáveis. um pouco de conversa, muitas gargalhadas e, acima de tudo, muita boa disposição.
 
sem dúvida alguma...
... eu não fui feita para jogar snoocker. eu é mais matrecos. e mesmo assim, só quando estou com disposição para tal... =)
11.3.04
 
my element is...
water

You're Element is Water. You are soft and serene at
most times but like Wind, you're scary when
you're mad. You proabaly have a talent is
singing and even your speaking voice is lovely.
You have an innocent type of beauty that makes
you look younger than you are and you like
close relationships with people.


What's Your Element(girls)? (PICTURES)
brought to you by Quizilla

10.3.04
 
dos cinco elementos chineses eu sou...
Fire

You are the chinese element of Fire. People who
are under the element of fire are considerate,
sensitive and communicative. Fire, you are a
conjuror, and you hate boredom, butterfly
emoitions and you also crave excitement. The
color of fire is red and your symbol is the
pheonix. Summer is the season in which fire
shines and it's months are April/May. Your
weather condition is heat. Fire is the
direction south, and your day is Tuesday, while
your planet is Mars. Animals under your
element are usually winged. People under you
are the Hans. Your sense is taste, whereas
your taste is bitter, your sound is laughing
and your virtue is propriety. Your organ is
the heart. You were created by Wood and you
control Metal.


Which of the 5 Chinese Elements Are You?
brought to you by Quizilla

 
i'm a human shadow...
anime chick

You are a human shadow. If a loved one needs you,
you are always right at his or her heels! Your
deep social connection with human beings
produces your qualities of genuine caring and
charisma. However, at times you are naive to
the true nature of your loved ones. Remember
that humans' gift of free will does not always
lead them in wise directions. But your essence
of love and friendship represent the other
precious gifts of humanity. Overall you are a
strikingly valuable and innocent being who has
a lot to give.(please rate my quiz cuz it took
me for freaking ever to create)


What Kind of Shadow Are You? (with gorgeous pics)
brought to you by Quizilla

 
pensos&ideias (1)
felizmente, a inspiração cá para estes lados têm dado alguns ares da sua graça. coisa que não acontecia há uns bons tempos. é engraçado como, num momento, surgem ideias, pensamentos, frases perfeitas que exprimem exactamente aquilo que pretendemos transmitir. se por um lado temos alturas em que precisamos apontar as ideias num caderno, tal é a inspiração, por outro lado, andamos tempos e tempos a vaguear no vazio do pensamento. pelos vistos, estou a sair dum grande deserto intelectual para entrar numa selva de ideias, onde a imaginação é fértil e abundante. thank god!! já não era sem tempo! a sede já começava a torturar e ir até à fonte foi a melhor coisa que aconteceu... vamos ver quanto tempo resido nesta selva por agora...
 
como é nos dias de hoje...
às vezes faz-me confusão a falta de sensibilidade que as pessoas têm. a capacidade inata de serem egoístas e impertinentes. quando podemos ajudar alguém nosso amigo, acho que deve haver um esforço nosso. mesmo que isso signifique fazermos um sacrifício. não vamos morrer por compreender, ajudar ou apoiar alguém que conhecemos. muito pelo contrário. só vamos crescer. e quando menos esperarmos, temos a nossa recompensa. pode até mesmo ser um simples sorriso de quem ajudámos. mas será um sorriso que enche o nosso coração.
9.3.04
 
i'm a pure angel...
pure

Congrats! Your a Pure Angel! Angels, as far as most
of them go, are all compatabile creatures, but
Pure ones simply are symbols of God. Pure
Angels always appear when a child is born, when
a rainbow is seen, or when someone shares their
first kiss. They never grow old, an can appear
in the shape of a naked woman with white, bold
wings. Pure angels are the carriers of god, and
show their love to everyone in the world.


What Kind of ANGEL are you? (For Girls only) This Quiz has amazingly Beautiful Pictures!
brought to you by Quizilla

 
dor de pensar (demasiado) nas coisas...
ando a estudar fernando pessoa. comecei agora a estudar um dos seus heterónimos, alberto caeiro. até compreendo o poeta quando fez esta criação. quando desenvolveu esta personagem anti-metafísica, este "mestre ingénuo". que se deixa levar pela beleza da natureza,que se rende ao sentir. às vezes era melhor se não pensássemos tanto nas coisas. como alberto caeiro dizia num dos seus poemas, "amar é a eterna inocência, e a única inocência é não pensar...". às vezes temos que nos deixar levar pelo coração. temos que esquecer a parte racional do nosso ser. porque em determinadas alturas, dar asas à imaginação pode mexer com sentimentos e com pensamentos que não se conjugam. e quando se confrontam, o resultado é explosivo. muitas vezes, aterrador. acho que sou um pouco como caeiro (se é que o posso tratar assim...).de certa forma, a noite assusta-me. a escuridão rodeia-me e faz-se acompanhar por aquele silêncio perturbador. e a nossa alma acaba por render-se ao pensamento. à intelectualização do que sentimos. e por vezes preferia que assim não acontecesse. acabo por safar-me muitas das noites. arranjo algo para fazer e distraio-me, não deixando espaço algum para pensar. para intelectualizar. mas quando me encontro sozinha, frente-a-frente com a escuridão e com o silêncio sinto logo o desafio no ar. penso. penso. penso. imagino. invento. enlouqueço. e entro em paranóia neste jogo complexo da razão. não quero. não neste momento. por agora... quero sonhar.
3.3.04
 
já não sou bebé... LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
este é o meu último dia como menor de idade... não que isso mude muito... a melhor coisa que se pode ter a partir dos 18 anos eu não vou ter tão cedo... A CARTA DE CONDUÇÃO!!=( vou sonhando...

Powered by Blogger